print logo

Passo online: website tem por objetivo tornar moradores de rua visíveis

 Spare Change News (USA) 22 December 2019

Mark Horvath, ex-morador de rua, é um defensor de moradia que vem destacando as histórias de moradores de rua nos Estados Unidos. Depois de criar tutoriais para abrir contas de email e Twitter, ele agora produz entrevistas online com os desabrigados no invisiblepeople.tv. (774 Words) - By Dr. Mary M. McLaughlin

Share

Spare Change News_Getting online-follow up

 Mark Hovarth. Photo: Spare Change News, USA.

A preocupação de Horvath em iniciar seu projeto de entrevistas era fazer com que os moradores de rua se tornassem "visíveis". Sua meta era personalizar e humanizar os indivíduos desabrigados e familiares com a esperança de que mais atenção por parte da sociedade seria dada em relação aos seus problemas e necessidades.

Seu projeto já serviu para mobilizar indivíduos e grupos preocupados com o tema além de agências e organizações não governamentais que tradicionalmente serviram moradores de rua. Esse projeto conseguiu acelerar o crescimento de iniciativas "Housing First" em todo o país.

A próxima meta de Horvath é ajudar as pessoas que estão desabrigadas ou encarando esse prospecto para ter uma voz online. Como resultado, no começo desse ano, ele propôs construir e tornar pública uma comunidade interativa e online chamada "Nós somos Visíveis" e ganhou uma competição no valor de $50.000 através do projeto Pepsi Refresh.

O novo website de Horvath, www.wearevisible.com, foi lançado mês passado em Detroit, Michigan. É uma ajuda online aonde as pessoas desabrigadas aprendem a pedir ajuda disponível, entrar em contato com empregadores, interagir na comunidade, procurar assistência e encontrar o apoio da companhia, usando email e o crescente poder da interatividade na mídia social.

Esse site apresenta tutoriais fáceis aonde as pessoas que são novas ao uso da mídia online aprendem a abrir uma conta de email Gmail e postar nas duas mais populares comunidades interativas, Twitter e Facebook. Se você quiser escrever sobre sua experiência em detalhes, você pode aprender a postar no blog do www.wearevisible.com.

As contas nesses serviços são totalmente gratuitos. Se você não tem computador, acesse através dos computadores disponíveis em bibliotecas que também são de graça.

A visão inicial de Horvath para o website do We Are Visible era de tornar acessível aos desabrigados a ajuda disponível online, entrar em contato com empregadores por email, receber respostas  e completar aplicações para empregos online. Ele também antecipou que os indivíduos usando esses serviços postariam suas experiências do mesmo jeito em que as pessoas discutem sobre satisfações e insatisfações em relações à produtos e restaurantes.

Entretanto, Horvath não sabia como os desabrigados usariam as ferramentas da mídia social para interagir entre eles mesmos e para ajudar ou simplesmente encorajar outros em necessidade. Para sua surpresa, eles começaram a fazer isso quase que imediatamente.

Existe muita coisa sobre essa atividade na conta de Twitter do projeto, www.twitter.com/wearevisible. Os moradores de rua e suas famílias interagem quase que continuamente. Esse final de semana, por exemplo, uma família de três pessoas que vem morando por quase um ano em um trailer sem banheiro ou água corrente, finalmente obteve uma acomodação. No momento em que escrevo isso, através de um encontro online, uma mãe e seu filho estão ajudando Kerry, Sabrina e seu filho de 13 anos de idade, Kiefer, a se mudarem para sua nova casa.

Muitas pessoas na comunidade do Twitter vem seguindo online a história dessa família de desabrigados por algum tempo, oferecendo ajuda, conselhos, coragem e sugestões. Há uma semana, Sabrina foi mordida por um cachorro em seu acampamento quando se aproximava para proteger seu filho do animal e depois de postar informações sobre o acontecimento no Twitter, ela teve acesso a tratamento médico e obteve a medicação que precisava.

Você pode visitar invisiblepeople.tv e assistir a entrevista com essa família corajosa, contando como eles acabaram se tornando desabrigados depois que Kerry, o marido, pai e veterano, perdeu seu emprego dois anos e meio atrás.

Informações no Facebook (http://www.Facebook.com/wearevisible) já foram postadas em tópicos sobre o direito ao voto e indivíduos desabrigados. Existe um link para o artigo que fala sobre as estratégias para lutar contra a depressão e uma contínua discussão sobre superação no fórum do site.

Originalmente publicado por Spare Change News, USA. © www.streetnewsservice.org

 Other Language Versions